UEFA alega que águias não enviaram plano de treino e que Miguel Rosa faltou a controlo antidoping

FALHA INFORMATIVA CUSTOU 20 MIL EUROS AO BENFICA

A SAD do Benfica foi multada em 20 mil euros pela UEFA, em março de 2013, por não ter informado corretamente aquele organismo da localização exata dos jogadores inscritos nas provas da UEFA e sujeitos ao controlo antidoping. Em causa estão dois episódios ocorridos em março e novembro de 2012.

Ontem, circulou na internet, nomeadamente no blogue leonino ‘Tu vais vencer’, um alegado email enviado em março de 2013 por Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD, a Lourenço Pereira Coelho, na altura diretor para o futebol, dando conta de “ausência/deficiente informação”, alertando que “a ocorrer uma terceira [infração] a sanção a aplicar será muito gravosa”.

Nesse anexo do email, a que Record teve acesso, a UEFA detalha os factos que levaram à aplicação da multa. A primeira situação teve a ver com o não envio do plano de treinos para a semana que se iniciou a 5 de março de 2012, ainda que os encarnados tenham alegado que o tinham enviado, dois dias antes. A segunda teve a ver com a não informação sobre a ausência de Miguel Rosa num controlo antidoping surpresa realizado no treino de 9 de novembro do mesmo ano. O jogador foi convocado pela equipa B, que jogou no dia 10 frente à Oliveirense, e o Benfica garantiu que o seu paradeiro era conhecido da UEFA.

Os testes surpresa são prática da UEFA, que costuma enviar técnicos estrangeiros e requisitar um no país de origem.

Autores: Nuno Martins e António Varela

FONTE: RECORD